Parcerias Literárias



   Olá, pessoal.


   Falando do meio literário, há algo que movimenta muito as leituras e grande parte do mercado literário; as parcerias com blog’s, ig’s e canais literários.

   A parceria funciona, na maioria das vezes, da seguinte forma: O autor/editora manda um livro, sem custo algum, para um blogueiro que o lê e o resenha em seu blog e redes sociais.
Essa é a base da parceria, mas pode haver outros tipos, como envio de ebook, brindes e troca de divulgação.
  Autores fazem uso desse meio de marketing e editoras também. E tem sido uma forma muito satisfatória de divulgação, uma vez que esse blogueiro pode atingir um público diferente daquele que já segue o autor/editora. Aumentando assim, o interesse pela obra e até as vendas.
  Contudo, quando lidamos diretamente com o blogueiro ou autor, sempre existe divergências na forma de trabalho. Com as editoras é mais tranquilo, penso eu (nunca tive experiência com isso), pois há regras e quem não cumpre, é eliminado da parceria. Simples assim.
  Deveria ser simples com autores também, mas não é.




  Estando no meio há algum tempo, tenho visto muita desavença. Isso acontece por “n” motivos... É autor que exige coisas além do normal de uma parceria, blogueiro que some depois de receber o livro, ou que faz uma resenha negativa, por exemplo, e o autor não aceita.
 Enfim, quando lidamos com pessoas, é sempre bastante complicado, pois as pessoas têm expectativas, imaginam coisas para aquela parceira que nem sempre é o mesmo que o outro pensou.

 Bem, quando eu pensei em escrever, imaginei que pudesse passar um pouquinho da experiência que tenho e quem sabe, ajudar um blogueiro ou autor iniciante. 

Primeiro, se você for um autor:

  Antes de aceitar os blogueiros que batem no seu inbox, peça indicações a outros autores. Quando a parceria funciona bem, o autor tem orgulho de indicar seu parceiro a outros escritores.
  Depois, olhe muito bem esses blog’s. Tanto os indicados quando os que se interessaram. Analise a forma de resenhar dessa pessoa, os gêneros que ela curte ler, a frequência com que ela posta... É importante saber se o blogueiro vai aproveitar a leitura. 
 Importante também, ver se o estilo de resenha dele, te agrada. (para não reclamar depois) e saber se aquela pessoa está passando por algum período que possa fazer com que ela desista do blog e suma.  
  Em terceiro, deixe bem claro suas exigências, de preferência, por escrito. Liste por tópicos, se quiser, tudo o que você espera dos seus parceiros; compartilhamentos, comentários e etc. Assim, caso o blogueiro não cumpra como prometido, você tem “respaldo” para cancelar a parceria.

  E autor, entenda que o blogueiro não é obrigado a fazer resenha positiva do seu livro apenas porque o recebeu na parceria. O acordo não é que ele elogie sua obra e sim dê sua opinião sincera sobre o que leu.

  Bem, a maioria das parcerias acaba aí. Mas há outras, em que as partes entendem que outras coisas também são importantes, e continuam a se ajudar.

Agora, se você é um blogueiro e tá meio perdido nesse meio... Vamos lá...

  Primeiro, você precisa ter em mente que para um autor, a parceira é um meio importantíssimos de marketing. O livro não é um passa tempo, nem hobby, e sim um trabalho. Então, muito provavelmente, ele irá encarar a parceria de forma profissional e espera que você também o faça.
  O que eu vejo acontecer muito entre blogueiros, é a pessoa que faz o blog por diversão. Acha legal ter um blog, compartilhar suas leituras, dar dicas e mais legal ainda, fazer isso sem precisar comprar o livro. Lindo!! Só que quando o autor começa a cobrar, acha ruim. Pois ele tem faculdade, namorado ou é casada, tem casa, filhos, cachorro, gato e o blog não dá dinheiro.
  Enfim, muita gente encara o blog como um hobby e esquece que do outro lado, seja uma editora ou um autor, há profissionais, há todo um mercado de trabalho envolvido.

 Bem, se você não é esse tipo de blogueiro, ótimo!!

  Segundo, é muito importante você pesquisar sobre aquele autor e sua obra. Porque assim, você poderá evitar ou se preparar para várias situações que podem aparecer durante a parceria. Como por exemplo, autor que não gosta de receber críticas.
  Já vi muitos casos de autores que não reagem bem a resenhas “negativas”. O blogueiro lê o livro, não gosta (o que é direito dele) e faz uma resenha dizendo o porquê não gostou, apresenta os pontos negativos, e aí, o autor vai reclamar, seja comentando que o blogueiro não entendeu a obra ou juntando outros leitores para tentar desacreditar aquela resenha.
 Seja sincero em suas resenhas, mas sem faltar com respeito. Boas críticas são feitas com embasamentos. Você tem todo direito de não gostar da história, mas tem que explicar para seus inscritos/leitores o porquê não gostou. E claro, isso sem dizer que o trabalho é uma merda.
  Infelizmente, já vi muitos casos de resenhistas que tentam fazer “algo diferente” e perdem completamente o respeito para com o autor e sua obra.
  Pesquisar sobre a história que lhe interessou, também ajuda a evitar esse tipo de situação. Ver o que outros leitores acharam, pode te livrar de  uma situação dessa. Ou não, se você é aquele tipo de leitor que gosta de ler para crer.
  Terceiro, evite mandar mensagens automáticas a todos os autores que você ver na sua linha do tempo. A gente percebe quando é um ctrl c e ctrl v. Gaste um tempinho, pesquise sobre aquele autor, olhe as resenhas dos livros dele, veja se se encaixa dentro daquilo que você gosta de ler e se sim, mande uma mensagem bem feitinha pra ele. Fale que se interessou pelo livro (não pela capa), que achou o trabalho instigante, que adoraria ter uma parceira junto a ele. Apresente seu trabalho, seu blog e mande os link’s das suas redes sociais nessa apresentação.
  É importante para que o autor possa olhar tudo antes de responder.
  O que eu recebo muito, principalmente no Instagran, é pedido de parceira. Só que a pessoa não se apresenta, não fala do seu trabalho, só manda... aceita parceria? .... É logico que eu entro no IG pra dar uma olhada antes. Vejo as fotos, vejo se tem blog, canal... e depois que respondo. Mas as mensagens são muito impessoais, sem cuidado....
  
  Ah, e quanto o autor responder com uma recusa, por qualquer motivo que seja, e de repente te passar uma forma de você adquirir o livro, não responda... achei que era de graça....


  Outra dica que eu dou, baseada naquilo que já vi, é pegar uma quantidade de parcerias que você dê conta. Infelizmente, já vi muitos casos de blogueiros pegando várias parcerias ao mesmo tempo e ficar com uma bola de neve que só cresce nas mãos. Por que aí, os autores começam a cobrar resenhas, e a pessoa não consegue entregar.
  Isso também se encaixa quando eu falei para o autor deixar claro sobre as exigências, é importante você explicar sua forma de trabalho. Deixar o autor ciente que você tem outros compromissos sem ser o blog, que tem tantas outras parcerias antes dele e que provavelmente entregará a resenha daqui a tanto tempo. Assim, evita reclamação.

  Eu acho que esses foram os principais casos, aqueles que dão mais comentários e sempre acontecem, se tratando de parcerias. 


   Espero que minhas dicas sejam úteis e que vocês tenham gostado. 

Adicione Tatiane Durães

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts